Caminhoneiros decidem por nova paralisação


Tempo estimado para leitura: 1 minuto.

Dia 29 de abril é o dia escolhido para começar a paralisação dos caminhoneiros. Segundo eles, o governo não está cumprindo com o que foi acordado antes.

Segundo Wanderlei Alves, um dos representante conhecidos dos caminhoneiros, disse nesta quinta-feira (18), que os caminhoneiros decidiram por uma nova paralisação à meia noite do dia 29 por “não haver mais condições de trabalhar”.

“Isso não foi uma decisão só minha, foi decidido em grupo por várias lideranças de caminhoneiros”, ressaltou. Ele acredita que, a exemplo do que ocorreu no ano passado, o movimento deve atingir o Brasil inteiro, crescendo à medida que os dias passam.

A paralisação, inclusive, foi adiantada do dia 21 de maio para o dia 29 de abril por conta do aumento do preço do diesel. “Com esse aumento do óleo diesel não tem mais condição”, afirmou. “Os caminhoneiros estão cientes de que, dentro de 14, 15 ou 16 dias vai ter outro aumento do diesel, e esse aumento de R$ 0,10/litro já afetou em R$ 1 mil o lucro mensal, e o frete continua o mesmo.”

A Petrobras decidiu aumentar em 10 centavos o litro o diesel, informação disponível nesta quarta-feira e entraria em vigor já nesta quinta-feira (18).

A mobilização, assim como a greve do ano passado, está sendo feita por grupos de WhatsApp fechados apenas para caminhoneiros, conforme o representante. Segundo Alves, o efeito da greve na economia poderia ser evitado.

[Informações de R7]